Empresas portugueses estão a adoptar a cloud

Cerca 42% das organizações nacionais já procederam à contratação de serviços públicos de cloud computing e mais de 50% estão procederam à implementação de serviços de cloud computing em modelo privado,

cloud-computingAcima de 50% das organizações portuguesas procederam à implementação de serviços de cloud computing em modelo privado, enquanto cerca de metade já os adoptou em modelo de ”hosting”, diz um estudo da IDC Portugal.

O trabalho, patrocinado pela NetApp, revela ainda que 42% das organizações nacionais já procederam à contratação de serviços públicos de cloud computing.

No início do ano, a consultora constatava que o investimento em cloud computing no mercado português era insuficiente, sobretudo face ao cenário europeu. Assinalava ainda que apenas 17% das médias e grandes organizações já tinha incorporado cloud computing na estratégia de negócio.

O estudo mais recente, “Tendências na gestão de ambientes cloud computing”, evidencia o interesse crescente das organizações nacionais na implementação ou na expansão de serviços de cloud computing, em particular nos próximos 12 meses, diz a IDC.

A consultora confirma a utilização de diferentes modelos de cloud computing por parte das empresas, em conjunto com a sua infra-estrutura tradicional. Haverá uma evolução para a adopção de arquitecturas de clouds híbridas relacionada com a necessidade de utilizar diferentes modelos tecnológicos para responder a requisitos diferenciados dos dados no decorrer do seu ciclo de vida.

“Os dados atravessam diferentes fases no decorrer do seu ciclo de vida e os requisitos de latência, desempenho e capacidade de expansão podem ser distintos consoante a fase do ciclo de vida. Portanto, o modelo de implementação de serviços de cloud computing mais adequado pode alterar-se no decorrer do ciclo de vida”, avança o estudo.

25% das organizações considera a portabilidade dos dados e dos volumes de trabalho como o factor mais importante, a seguir à segurança, para o crescimento dos serviços públicos de cloud computing.

Alterar o modelo cloud computing implica a movimentação dos dados entre diferentes ambientes ou entre diferentes fornecedores de serviços. E isso também concorre para que 25% das organizações considere a portabilidade dos dados e dos volumes de trabalho como o factor mais importante para o crescimento dos serviços públicos de cloud computing.

Mas a segurança continua a ser o mais relevante (26%) e o crescimento da utilização de serviços de cloud computing está condicionado pela capacidade de gestão de ambientes híbridos das organizações, diz a IDC.

O estudo, divulgado no âmbito da promoção da nova oferta da NetApp, Data Fabric, diz que cerca de 60% das organizações sublinha a importância de poder escolher diferentes opções tecnológicas.

Ambicionam ter a flexibilidade de migração dos dados consoante as suas necessidades e ter um  intermediário dinâmico de serviços de TI, capaz de as auxiliar a seleccionar a opção com maior valor em cada momento.

A plataforma de gestão de dados Data Fabric foi concebida para facilitar que as organizações movimentem os seus dados entre diferentes ambientes tecnológicos, internos ou do fornecedor de cloud computing, com coerência e compatibilidade.

Autores
Tags , ,

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top