CIO da Embraer quer IT “imerso” na organização

A Embraer encontra-se num projecto de reestruturação da arquitectura de IT que visa conciliar a sua descentralização do IT com a sua total imersão na organização.

embraer aviao“Queremos que o IT seja cada vez mais proactiva e integrada ao negócio. Menos corporativa. A ideia de ter um organismo central que controla tudo não funciona mais, pois significa algo apartado do resto da empresa. A tecnologia tem que ser totalmente imersa na organização”, defende Alexandre Baulé, CIO da Embraer.

O executivo conduz a companhia por um processo intenso de reestruturação da sua arquitectura de IT. O processo começou há cerca de cinco anos e vem para “enxugar” um sistema de gestão altamente customizado, que por essa realidade era um entrave aos avanços da companhia. “Mexer no ERP era como realizar uma cirurgia delicada”, compara.

Segundo Alexandre Báule, implantar este plano estratégico da arquitectura de IT tem sido o grandes desafios dos últimos anos. “Queremos ter o melhor domínio das aplicações para cada um dos nossos negócios”, diz o CIO.

O responsável de IT avança que uma metas da Embraer é conseguir que que 50% dos projectos de tecnologia nasçam dentro do departamento de IT. Com este objectivo, a sua equipa trabalha junto dos utilizadores a fim de identificar e compreender problemas, prospectar soluções e implantá-las na companhia.

“Tudo nasce no negócio”, sintetiza o executivo.

(IDG Brasil)

Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top