Ábaco ultrapassou 10 milhões de euros em 2015

Durante 2015, quando comemora dez anos de actividade, espera atingir os 12 milhões de euros em volume de negócios.

A Ábaco Consultores registou 10,229 milhões de euros em receitas durante 2014, ano no qual cresceu 46,6%. Para o ano do seu décimo aniversário, o objectivo é atingir 12 milhões de euros de facturação.

De acordo com um comunicado da empresa, a operação no Brasil, por via do seu crescimento acelerado, teve um contributo decisivo no incremento global das operações. Mesmo assim, o volume de negócios em Portugal ronda os dois terços do total: 6,9 milhões de euros.

A maioria dos novos negócios ocorreu em sectores de aposta estratégica da Ábaco, como o sector têxtil, vestuário e calçado e o sector da engenharia e construção.

Houve também uma evolução no posicionamento em áreas de maior valor acrescentado nos clientes de base instalada, em particular nos segmentos de BI, designadamente nas competências técnicas de planeamento, orçamentação e consolidação de contas. Entre 2012 e 2014, o volume de negócios da empresa aumentou cerca de 3,2 milhões de euros.

O ano de 2014 tornou-se, para a empresa portuguesa, ainda mais significativo devido à conquista de novas oportunidades de negócio na Europa. Em Novembro, a Ábaco anunciou um negócio concretizado na Lituânia, em parceria com uma empresa local.

A nova área de negócio, Edge, será uma das grandes apostas da empresa, a par da internacionalização para a América Latina, Europa e Norte de África.

“O investimento que a empresa tem vindo a realizar no mercado internacional tem já resultados assinaláveis em localizações como o Brasil, onde se verifica um crescimento acentuado em contra-ciclo com o mercado”, comenta João Moreira, presidente da Ábaco.

O ano de 2014 envolveu também a renovação de certificações e parcerias: a re-certificação PQP (Partner Quality Program) da SAP, a manutenção do estatuto SAP Gold Partner, a renovação da certificação de Gestão de Qualidade ISO 9001 ou a entrada no sector financeiro no Brasil e no sector farmacêutico em Inglaterra e na Suíça.

A Edge, nova área de negócio, será uma das grandes apostas da empresa no desenvolvimento do seu negócio, a par da internacionalização para a América Latina, Europa e Norte de África.

Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top