Queijo Saloio muda de aplicações de negócio

A produtora de alimentos lacticínios instalou o ERP X3 da Sage para gerir o negócio com 600 clientes, 200 referências de artigos e 300 fornecedores.

A Queijo Saloio renovou a sua plataforma de aplicações de negócio com a adopção do ERP X3. A empresa com mais de 40 anos de actividade tem a expectativa de ganhar eficiência e celeridade na gestão do seu negócio e relação com os mais de 600 clientes.

A actividade do produtor de alimentos lacticínios envolve 200 referências e mais de 300 fornecedores, diz um comunicado. A instalação de novas aplicações de negócio teve de suportar a gestão complexa e adaptação inerente à área de negócio referente ao leite, o principal produto da organização.

“Esta gestão com cerca de 300 fornecedores diferentes obriga a um controlo muito rigoroso ao nível da qualidade e esta capacidade de comunicar directamente com eles electronicamente traz enorme vantagem ao fluxo de informação”, afirma Rui Nogueira, director da Sage.

O planeamento e a análise financeira de toda a informação tornou-se muito mais simples, assim como a gestão de 200 referências, garante Rui Marciano, da Queijo Saloio.

A actividade do produtor de alimentos lacticínios envolve 200 referências e mais de 300 fornecedores.

A simplificação incidiu sobretudo no processo de indexação e de acesso, diz o comunicado. Com duas unidades de produção em Portugal, a Queijo Saloio dedica-se à produção de queijo desde 1968.

Por dia, processa mais de 100 mil litros de leite. A empresa portuguesa tem a sua actividade num mercado muito regulado e altamente competitivo, regido por elevadas normas de segurança e muito exigente em termos de gestão de activos.

Autores
O seu comentário...

*

Top