Alinhamento com o negócio lidera preocupações de CIO

Na Europa, o tema continua a ser de topo, juntamente com a agilidade, diz um estudo facultado pela CIOnet.

Temas como o alinhamento entre negócio e TI, a agilidade do negócio e da equipa de TI, a rapidez de colocação no mercado (“time to market”) são matérias-chave para os CIO, de acordo com o estudo fornecido pela CIOnet, “Key European IT Management Trends for 2015”.

Num plano mais tecnológico, dominam questões de  BI, data center, infra-estruturas, desenvolvimento aplicacional e de software.

O estudo, segundo um comunicado, revela que as organizações de todo o mundo continuam a investir em TI para melhorar as operações e reduzir custos, estando as tecnologias SMAC (Social, Mobile, Google Analytics e Cloud) a transformar a indústria. Os orçamentos de TI, a contratação e os salários estão a aumentar modestamente, e os executivos de TI estão cautelosamente optimistas de que esta tendência se manterá no próximo ano.

De um modo geral, a gestão das TIs é cada vez mais estratégica e focada no negócio: as organizações estão a tornar-se cada vez mais digitalizadas e a alterar o seu foco de problemas tácticos de TI para questões relacionadas com a estratégia e prioridades organizacionais do negócio, como a agilidade do negócio, a inovação, IT “time-to-market” e o valor das TI para o negócio.

As preocupações de gestão variam nos vários países europeus. A principal preocupação à escala europeia tem a ver com o alinhamento das TI com o negócio, seguido da agilidade do mesmo, do IT “time-to-market”, da redução do custo do negócio, do maior controlo e redução dos custos de TI e do aumento de produtividade do negócio.

A segurança subiu da segunda para a primeira posição, tendo sido seleccionada por 31,2% dos entrevistados como área tecnológica mais preocupante.

As tecnologias mais preocupantes para os líderes de TI seniores europeus são as que afectam a segurança e a cibersegurança, a gestão de activos e os “smart gadgets”. Em relação ao ano passado, a segurança subiu da segunda para a primeira posição, tendo sido seleccionada por 31,2% dos entrevistados.

O estudo foi elaborado com base num inquérito a 2.552 organizações em todo o mundo, das quais 801 organizações presentes na Europa, representando 24 países.

Autores
Tags

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top