Opinião articles

Uma liderança transformacional através do digital

Uma liderança transformacional através do digital

O termo “transformação digital” tornou-se hoje num lugar-comum quando abordamos os desafios que se apresentam às organizações e à forma como estas operacionalizam o seu negócio. O momento é de mudança, potenciada pela tecnologia, numa tendência que engloba a digitalização das vendas e canais de comunicação e novas plataformas de interação com o mercado e envolvimento com clientes. Esta transformação obriga a repensar modelos e abordagens, que permitam criar mais valor num contexto de disrupção.

Infraestruturas de TI: Menos “verdes” por culpa da proteção dados?

No mundo atual das TI, há dois objetivos que, à primeira vista, parecem contraditórios: por um lado, o estabelecimento de mecanismos de proteção de dados; por outro, o respeito pelo meio-ambiente. As novas arquiteturas Green IT estão a contribuir significativamente para a redução da pegada dos centros de dados, e cada vez mais surgem novas soluções de armazenamento e de servidor económicas e energeticamente eficientes. Há, inclusive, quem mova todo o centro de dados para zonas climatericamente mais adequadas. Mas, perante um panorama de ciberameaças cada vez mais amplo e requisitos de privacidade cada vez mais exigentes, os esforços para garantir uma infraestrutura de TI mais “verde” podem ver-se frustrados.

Nove meses de RGPD. Como estamos hoje?

Há cerca de nove meses, mais concretamente, a 25 de maio, o Regulamento Geral de Proteção de Dados, conhecido como RGPD, entrou em vigor. Ainda se recorda de todo o frenesim que gerou? Passado quase um ano, o que mudou na relação das organizações com os seus públicos e no tratamento de dados pessoais dos seus colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros?

Fatura Electrónica: Uma Inevitabilidade desejada

Quando, por altura do Natal, estava a preparar este artigo, era tido como certo que, a 1 de janeiro de 2019, a faturação eletrónica nas relações contratuais com a Administração Pública seria uma realidade. Ou, mais concretamente ainda: uma obrigação legal para muitas empresas que, nessa altura, não teriam ainda solução implementada para faturar.

Onde estão as mulheres na área de IT?

A sociedade já há muito que se preocupa com uma mudança no atual panorama de desigualdade de géneros no mercado de trabalho. Já não há espaço para organizações que não se preocupam com a diversidade. Mas afinal, onde estão as mulheres na área de IT?

Pode a UE tornar-se líder em tecnologia de Inteligência Artificial?

A União Europeia definiu uma estratégia para promover o crescimento da tecnologia de Inteligência Artificial (IA) na Europa. Como acontece com frequência com as iniciativas da UE, as propostas têm uma visão longa, mas não alcançam mudanças práticas e específicas. As entidades sediadas na UE vão receber grandes investimentos a nível governamental e apoio ao desenvolvimento de tecnologias de IA, mas teriam ficado mais gratas se a UE tivesse esclarecido, por exemplo, questões específicas sobre como a lei da privacidade interage com a IA.

Pode a tecnologia tornar os espaços mais humanos?

A ideia de que a tecnologia pode ser usada de forma a tornar os espaços – de trabalho, mas não apenas – de certa forma mais “humanos” pode parecer um contrassenso. E, no entanto, é precisamente isso que hoje é possível (e desejável), através de um conjunto de abordagens que podemos englobar na área da gestão de ativos, ou “facilities management”.

Lições a tirar do caso Harvey Weinstein

Finalmente a sociedade e as instituições começam a ouvir mais as mulheres quando estas se queixam de assédio sexual no trabalho. Mas é tempo de familiares e amigos fazerem o mesmo, considera Sharon Florentine, jornalista da CIO.com

Top