Atos coordena projeto Europeu de robótica na agricultura

A adoção de novas tecnologias no setor agrícola tem aumentado nos últimos anos, desencadeando um novo paradigma: “agricultura 4.0” onde a robótica, IA e a automação desempenham um papel fundamental na gestão de culturas e agricultura de precisão ao abordar a tomada de decisões em tempo real e a monitorização de necessidades.

A Atos está a coordenar o projeto Europeu “FlexiGroBots”. Segundo a empresa, esta iniciativa tem como objetivo capacitar fabricantes de robôs, engenheiros e fornecedores de serviços para construir e implementar sistemas multi-robôs para a indústria agroalimentar, apoiando os agricultores no seu trabalho diário. No âmbito do programa Horizon 2020, o projeto vai desenvolver uma plataforma inovadora para facilitar a utilização da robótica através de três projetos piloto de grande escala em toda a Europa.

A adoção de novas tecnologias no setor agrícola tem aumentado nos últimos anos, desencadeando um novo paradigma: “agricultura 4.0” onde a robótica, IA e a automação desempenham um papel fundamental na gestão de culturas e agricultura de precisão ao abordar a tomada de decisões em tempo real e a monitorização de necessidades. No entanto, os sistemas robóticos atuais carecem de flexibilidade, pois são construídos para realizar missões muito específicas e não são capazes de lidar com outras tarefas nem cooperar com outras tecnologias robóticas, levando a uma falta de ROI para os agricultores.

O projeto FlexiGroBots terá a duração de 36 meses com o objetivo de desenvolver e validar uma plataforma aberta que apoie a criação de sistemas multi-robot flexíveis e heterogéneos que permitam a cooperação e autonomia multi-robot. Os robôs incluem UAVs (veículos aéreos não tripulados) e UGVs (veículos terrestres não tripulados).

No FlexiGroBots, o grupo de pesquisa e inovação da Atos atua como coordenador do projeto, garantindo a execução das atividades planeadas, assim como o acompanhamento e supervisão geral do projeto. A Atos vai ajudar a fornecer a arquitetura e a análise de requisitos, conduzir a arquitetura de referência e sincronizar os três projetos piloto. Vai atuar como líder técnico e principal contribuinte no desenvolvimento de recursos do centro de controlo de missão robótica para o projeto, planeamento e supervisão de operações multi-robôs heterogéneas, incluindo serviços robóticos habilitados por técnicas de visão computacional e em análise de dados geoespaciais. Como membro da International Data Space Association (IDSA), a Atos também trabalha no desenvolvimento de data space enablers para a gestão dos dados de um espaço de dados industrial, adaptado ao contexto agrícola, permitindo a troca segura de dados entre várias partes interessadas no setor agroalimentar. 

Este projeto enquadra-se perfeitamente no objetivo da Atos de contribuir para a digitalização das indústrias Europeias, incluindo a agricultura, através do desenvolvimento de aplicações e serviços inovadores baseados em IA, dados e robótica de confiança”, comenta Daniel Calvo Alonso, Head of the ‘AI, Data and Robotics’ Unit, na Unidade de Dados e Robótica do departamento de Pesquisa e Inovação da Atos e coordenadora do projeto FlexiGroBots.

A plataforma FlexiGroBots será validada em três projetos-piloto reais:

  • Vinhas (Espanha): Demonstra a alta capacidade e versatilidade dos robôs para realizar diferentes tarefas nas vinhas, contribuindo para a qualidade das uvas, para a produção de vinho e para a rentabilidade económica global.
  • Campos de colza (Finlândia): Demonstra a gestão de pragas em tempo crítico e a robotização de frotas de maquinaria pesada na gestão das pastagens.
  • Campos de mirtilos (Sérvia e Lituânia): Demonstra o potencial de soluções robóticas inovadoras – com técnicas avançadas de sensores remotos, aprendizagem profunda e suporte à decisão – para cultivar mirtilos.
Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top