Custos de utilizadores finais de com cloud pública crescerão 18% em 2021

Um estudo do Gartner identificou que quase 70% das organizações que agora usam os serviços de computação em nuvem pretendem aumentar os seus custo em resposta à pandemia de Covid-19.

Os custos mundiais com cloud pública devem aumentar 18%, de 257,5 mil milhões de dólares, em 2020, para 304,9 mil milhões de dólares, em 2021. De acordo com um estudo do Gartner divulgado na última semana (17), mesmo com o impacto da Covid-19, e como era previsível, alguns setores de TI apresentaram um aumento no balanço realizado pela consultora.

O estudo do Gartner identificou que quase 70% das organizações que agora usam os serviços de computação em nuvem pretendem aumentar os seus custo em resposta à pandemia de Covid-19. Segundo a consultora, a proporção dos custos com TI de migração para a computação em nuvem será acelerada após a crise da Covid-19, com a um crescimento previsto de 14,2% do mercado total de custos corporativos com TI em 2024, ante 9,1% em 2020.

“A pandemia validou a proposta de valor da computação em nuvem”, disse o Vice-Presidente do Gartner, Sid Nag, num comunicado à imprensa. “A capacidade de usar modelos de computação em nuvem escaláveis sob demanda para obter eficiência de custos e continuidade de negócios está a fornecer o ímpeto para as organizações acelerarem rapidamente os seus planos de transformação de negócios digitais. O aumento do uso de serviços de nuvem, em nuvem pública, reforçou a adoção da computação em nuvem como o ‘novo normal’, agora mais do que nunca”.

Embora o software como serviço (SaaS) continue a ser o maior segmento de mercado e com previsão de crescimento de 16%, de 101,4 mil milhões de dólares, em 2020, para 117,7 mil milhões de dólares em 2021, os serviços de infraestrutura de aplicações (PaaS) deverão crescer por uma margem superior de 26,6%. O aumento do consumo de PaaS, de 43,8 milhões de dólares este ano para 55,4 milhões dólares no próximo ano, é impulsionado pela necessidade de funcionários remotos terem acesso a uma infraestrutura de alto desempenho, rica em conteúdo e escalável para realizar as suas tarefas, o que em grande parte vem na forma de aplicações nativas da cloud modernizados, diz o Gartner.

Outros segmentos baseados em cloud devem crescer no próximo ano e no ano seguinte, incluindo Cloud Business Process Services (BPaaS), Cloud Management e Security Services, Cloud System Infrastructure Services (IaaS) e Desktop as a Service (DaaS). De acordo com o Gartner, os custos com sistemas de data center terão o segundo maior crescimento, de 5,2% em 2021, à medida que os “hiperscaladores” aceleram a construção do data center global e as organizações regulares retomam os planos de expansão do data center e permitem que a equipa esteja fisicamente de volta ao local de trabalho.

À medida que as organizações aumentam os seus investimentos em mobilidade, colaboração e outras tecnologias de teletrabalho, o Gartner espera que o crescimento em computação em nuvem pública continue até 2024. Segundo a empresa, um crescimento adicional pode ocorrer à medida que mais fornecedores de serviços de computação em nuvem se unam a empresas de telecomunicações para estender o seu alcance para o inovar e ajudar a apoiar forças de trabalho híbridas.

Autores
Tags

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top