Claranet conclui com sucesso migração dos seus Datacenters

Centros de dados de Lisboa e Porto passam a disponibilizar novos padrões de tráfego e velocidade nos serviços de Comunicações, Datacenter e Private Cloud, com aumento significativo na qualidade e fiabilidade de entrega.

A Claranet Portugal, concluiu o processo de migração dos seus Datacenters de Lisboa e Porto para infraestruturas baseadas numa rede de dados de nova geração (NGN), passando a disponibilizar um novo padrão de qualidade e fiabilidade nos serviços de dados fornecidos aos seus clientes.

A nova infraestrutura que passa a estar na base dos dois datacenters Claranet pretende garantir uma plataforma para serviços de Comunicações, Datacenter e Private Cloud com maior escalabilidade, resiliência e preparada para novos padrões de tráfego East-West e débitos acima dos 25 Gbps por porta.

A NGN introduz também uma camada de automação que permite reduzir o tempo de entrega dos serviços na ordem dos 70% e a integração com outras plataformas de serviço para orquestração. Esta plataforma de orquestração, denominada CMS / Nebula, foi desenvolvida in-house pelo grupo Claranet e representa um avanço tecnológico significativo face à infraestrutura legacy anteriormente utilizada.

Mais de 2000 horas investidas

A nova infraestrutura dos datacenters da Claranet está agora em operação e representa um investimento significativo, para aumentar a qualidade, velocidade e fiabilidade dos serviços que oferecemos aos nossos clientes” refere António Miguel Ferreira, Managing Director Iberia & Latin America da Claranet, explicando que a NGN “passa também a suportar os serviços internos da Claranet, o que reforça a confiança que todos depositamos nesta infraestrutura”.

Por seu lado, Renato Paço, Head of Networks & Hosting, destaca o esforço interno direto dos colaboradores da Claranet em todo o processo de migração:

“O resultado de excelência conseguido com esta migração, além de dotar a Claranet e os seus clientes com uma infraestrutura de dados altamente avançada, é também a prova da excelência dos serviços dos nossos colaboradores no desenho de projetos com esta complexidade”.

No processo de migração estiveram envolvidas seis equipas distintas Claranet, num total de quase 2500 horas de trabalho investidas, ao longo de 1 ano, adicionalmente ao investimento realizado em novos equipamentos.

Autores
O seu comentário...

*

Top