Criatividade em tempos de mudança – 3 ferramentas para os gestores enfrentarem os novos desafios

Vivemos um momento desafiante. O que já percebemos sobre este novo paradigma pode não ser suficiente para que as empresas e economia iniciem a sua recuperação, e a recuperação é essencial. Identificar ferramentas eficazes e criativas para auxiliar as empresas, é uma das prioridades.

Por Carla Barroso | Espaço 3D

Perceber e identificar os clientes, e quais são as suas novas necessidades, criando novos processos e novas experiências. 

O Service Design pode ser muito útil para criar/reformular a optimização da experiência do cliente. Para isso é necessário uma visão holística das relações de todas as partes, às suas interacções e a criação de suportes para esta optimização. Envolve o desenvolvimento de uma customer journey, o mapeamento dos diferentes utilizadores/clientes e a sua interacções com a marca. Neste processo criam-se perspectivas muito completas das histórias dos diferentes clientes, e aumenta-se o compromisso entre marca e cliente.

Pode ser útil para Startups de base tecnológica, pois através do mapeamento destas relações, podem planear a execução do seu serviço ao longo do tempo. Numa primeira fase criando um produto mínimo viável, que irá evoluir de forma orgânica ao longo do tempo, optimizando e reduzindo o nível de risco do investimento inicial.

Utilizar tratamento de dados e inteligência artificial – Os dados são o novo ouro! 

A inteligência artificial e a análise de dados, ao serviço das empresas já são uma realidade. Apesar de estar amplamente divulgada no nosso país, existe ainda uma fraca compreensão de como pode ajudar os nossos negócios e as nossas instituições. Tem aplicações em áreas tão vastas como a saúde, transportes, produção e finanças. Importa realçar duas importantes aplicações  – o entendimento do próprio negócio e as tendências dos mercados.

Analisar o comportamento do consumidor permite acima de tudo compreender o que este espera da empresa, dos seus produtos ou serviços, e assim personalizar a oferta e/ou aumentar o ciclo de vida de determinado consumidor. Para que seja plenamente eficaz, ou seja para que seja utilizada para tomar decisões e fazer previsões há que formular as questões certas, e esse é sem dúvida o maior desafio que as empresas enfrentam. “Descobrir“ a pergunta certa é fundamental para que esta ferramenta seja eficaz.

Fortalecer laços com as equipas, e criar um compromisso emocional com a organização

Apostar na proposta de valor que a empresa consegue oferecer aos colaboradores, e ter em atenção à sua reputação como empregador são as novas tendências. Quanto melhores e mais criativos forem os benefícios oferecidos, mais atractiva pode ser a sua empresa.

Criar um plano de formação contínua, apostar em eventos sociais online, ou por exemplo oferecer aulas virtuais de Fitness, pode significar que as suas equipas sintam ouvidas e acompanhadas.

Novas tendências, novas necessidades, novas mentalidades

Este é o momento de nos reinventarmos. Criarmos novas oportunidades para os nossos negócios quer seja através de parcerias, ou de uma re-interpretação da nossa missão como empresa. Mas acima de tudo que seja uma oportunidade para levarmos os nossos negócios a um novo patamar – mais perto do consumidor, com uma maior compreensão dos mercados e em consequência mais produtivos. Comunicar com os públicos interno e externo de uma forma mais eficaz é uma exigência desta era. Estar mais perto, apesar da distância é o novo desafio!

Autores
O seu comentário...

*

Top