IA: uma camada extra de segurança para empresas de todos os tamanhos

Os ciberataques ocorrem num piscar de olhos. Um único ponto de infeção pode se espalhar como um rastilho de pólvora, de endpoint a endpoint, de local a local e de empresa a empresa.

Por Carlos Vieira | WatchGuard

Carlos Vieira

 Abordagens tradicionais de proteção dependem demasiado de processos manuais e políticas preestabelecidas para bloquear ataques e acabam por não conseguir acompanhar a natureza de constante evolução das ameaças. Analisar enormes volumes de indicadores de ameaça é um processo intenso e demorado, mesmo para as equipes mais habilidosas. É bem provável que suas equipes de TI já estejam sobrecarregadas com alertas e falsos positivos, muitas vezes deixando que ataques passem despercebidos durante meses. É aqui que a IA pode oferecer imenso valor. Com uma base de inteligência artificial, você pode economizar tempo, correlacionar mais dados, tomar decisões mais rápidas, minimizar o erro humano e prever tendências de ameaças futuras ao mesmo tempo que melhora drasticamente sua postura de segurança.

Que problemas a IA pode ajudar a resolver?

1) Escassez de conhecimentos de segurança  

Muitas organizações, especialmente empresas pequenas, não têm o pessoal e os conhecimentos específicos quando se trata de segurança. Com frequência, as equipes de TI desempenham funções mistas, assumindo diversas responsabilidades. A IA permite a automação dos processos de segurança, o que economizará seu tempo e permitirá que o departamento de TI gaste mais tempo com tarefas críticas para a empresa. Na verdade, a IA pode desempenhar funções que normalmente necessitariam de um analista de segurança qualificado, processando enormes volumes de dados e agindo de maneira automática para melhorar sua postura de segurança.

2) Limitações de recursos

As ferramentas SIEM e de gerenciamento de segurança não estão ao alcance de várias organizações menores que operam com orçamentos apertados. Embora os dados estejam lá, as restrições de tempo significam que grande parte deles não pode ser analisada e consumida a tempo de ser eficaz. Quando implementada adequadamente, a IA pode realizar correlações, análises e pontuações, enquanto aprende de diversas fontes de inteligência sobre ameaças para garantir a vigilância cibernética. Além disso, a AI dá a você a capacidade de automatizar a remediação com o mínimo de interrupção em seus negócios. Ameaça de dia zero e malwares evasivos

3) Políticas e assinaturas podem rapidamente se tornar obsoletas e desatualizadas, provocando lacunas de segurança significativas quando usadas sozinhas. A IA fornece camadas inteligentes de defesa, capazes de detetar e derrotar malwares bem antes que as abordagens antigas. Quando propriamente treinada, a IA oferece proteções preditivas que antecipam ameaças futuras, sem precisar de assinaturas, conectividade com a nuvem, etc. A IA pode analisar centenas de milhares de características de um determinado arquivo e determinar rapidamente o nível de ameaça.

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top