CIOs temem problemas de performance na IoT

Mais de dois terços dos CIOs dizem que a IoT se tornará um grande desafio às operações, ao multiplicar a complexidade e o tamanho dos ecossistemas empresarias de Cloud.

Dynatrace, produtora de software Software intelligence, anunciou os resultados de um estudo independente feito globalmente com 800 CIOs, que revela que quase três quartos (74%) dos líderes de TI estão preocupados com problemas de performance da Internet das Coisas (IoT), indicando que os dispositivos podem afetar diretamente as operações de negócio e prejudicar significativamente suas receitas. 78% dos CIOs entrevistados disseram que há um risco de que suas organizações implementem estratégias de IoT sem ter um plano ou solução em vigor para gerir o desempenho dos complexos ecossistemas de Cloud que sustentam os lançamentos de IoT. De fato, 69% dos CIOs prevêem que os dispositivos inteligentes se tornarão um grande desafio para a gestão de performance, uma vez que estes possivelmente farão com que as empresas tenham de lutar ainda mais para superar a crescente complexidade de seus modernos ambientes de Cloud.

“As empresas de todos os setores estão explorando com entusiasmo o potencial da Internet das Coisas para se comprometerem com novos mercados, gerar novas receitas e criar uma vantagem competitiva mais forte”, diz Dave Anderson, Especialista em Performance Digital da Dynatrace. “No entanto, os ecossistemas de IoT e as cadeias de entrega estão cada vez mais entrelaçados e a avençar de maneira contínua, o que cria uma frequência sem precedentes de mudança, tamanho e complexidade nos ambientes de Cloud em que estes sistemas são construídos. As empresas já estão a lutar para dominar a complexidade da Cloud e, agora, o ambiente de IoT ampliará substancialmente desse desafio”.

O Estudo “Taming the Complexity of Web-Scale IoT Applications: The Top 5 Challenges” analisa os desafios enfrentados pelas empresas e organizações na contínua manutenção de suas experiências de software à medida que continuam a expandir os seus ecossistemas para IoT. As principais descobertas incluem:

A escala da IoT é grande demais para ser gerida de uma maneira tradicional:

  • 73% dos CIOs temem que o número de recursos envolvidos nas cadeias de prestação de serviços de IoT dificultarão incrivelmente a identificação de quem é responsável por cada problema de desempenho que possa surgir;
  • 52% dos CIOs dizem que entender o impacto que os fornecedores e operadores de plataformas e redes de IoT têm no desempenho das operações é um desafio-chave para a gestão da experiência do utilizador em IoT;
  • 75% dos CIOs estão preocupados que problemas dentro da plataforma ou camada de rede que afetam o desempenho das sua aplicações possam ser ocultados por um fornecedor de serviços de IoT.

É impossível dominar a complexidade de IoT manualmente:

  • 84% dos CIOs acreditam que os recursos de Inteligência Artificial e a capacidade de automatizar a maioria dos processos que suportam implantações de IoT desempenharão um papel crucial no sucesso de suas estratégias de Internet das Coisas.

IoT está a perder a sua capacidade de ir ao encontro das expectativas dos clientes:

  • 70% dos CIOs indicam que estão preocupados com o aumento das expectativas dos consumidores e dos utilizadores, que buscam experiências mais rápidas e ambientes sem falhas, encomendando um trabalho que vai para lá do que as equipas de TI podem oferecer;
  • 69% dos CIOs temem perder o controle sobre a experiência dos utilizadores à medida que a cadeia de entrega de IoT está cada vez mais complicada.
  • 64% dos CIOs estão preocupados que o número crescente de wearables possa, em breve, impossibilitar a gestão da performance desses dispositivos móveis.

IoT cria novas dores de cabeça em relação à experiência dos utilizadores, incluindo:

  • Garantir que as atualizações de firmware e os patches de segurança dos dispositivos de IoT não tenham um impacto negativo no desempenho das empresas (62%);
  • Ter a capacidade de rastrear o comportamento da aplicação em dispositivos de Internet das Coisas, conforme a interação com serviços armazenados em Cloud (60%);
  • Compreender o impacto do desempenho de Internet das Coisas na experiência dos utilizadores (53%);
  • Mapear o rápido crescimento do ecossistema de IoT à medida que se expande a sua utilização (38%).

 

O relatório global “Taming the Complexity of Web-Scale IoT Applications: The Top 5 Challenges” foi encomendado pela Dynatrace e desenvolvido a partir de um inquérito global com 800 CIOs de grandes empresas com mais de 1.000 funcionários, conduzida pela Vanson Bourne. O inquérito foi recolhido com dados dos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, China, Austrália, Cingapura, México e Brasil.

Tags

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top