Integre projetos de transformação digital bem preparado

As certificações de TI são importantes para obter rapidamente skills valiosas e demonstrar interesse e know-how mais profundos em áreas essenciais.

Um profissional estar atualizado é nos dias de hoje determinante para integrar com sucesso vários projetos de transformação digital em curso nas mais diversas empresas em quase todas as áreas de negócios. O Papel do profissional de TI é essencial para abordar temas como Cloud, Cibersegurança, e Data Analytics apenas algumas das mais importantes áreas das TI que as empresas mais procuram hoje e podemos afirma que pelo menos mos próximos cinco anos manter-se-ão no topo das prioridades das necessidades imediatas das empresas. Um profissional certificado não só demonstra que se mantêm atualizado, interessado, e capaz de ajudar as empresas a enfrentar este enorme desafio da “Transformação Digital”.

Apresentamos 15 certificações muito importentes para enfrentar as necessidades do mercado:

1 – Certified in the Governance of Enterprise IT (CGEIT)
Oferecida pela ISACA, a certificação CGEIT demonstra o conhecimento profissional em governança de TI. Profissionais certificados são capazes de aplicar princípios e conceitos de governança de TI em um ambiente profissional. É projetado para aqueles com “funções significativas de gestão, consultoria ou garantia relacionadas à governança de TI”, incluindo diretores de SI e TI, consultores, executivos, gestores e profissionais de governança, de acordo com a ISACA. A certificação CGEIT está atualmente classificada como uma das mais valiosas certificações disponíveis, segundo dados do Global Knowledge.

Requisitos: Cinco ou mais anos de experiência em gestão de projetos, em funções de consultoria,supervisão, ou apoiando iniciativas de governança de TI em ambiente empresarial. Os profissionais precisarão de um mínimo de um ano de experiência com uma estrutura de governança de TI e experiência em dois ou mais domínios do CGEIT, o que inclui gestão estratégica, realização de benefícios, otimização de riscos ou otimização de recursos.

2 – AWS Certified Solutions Architect – Associate
certificação AWS Certified Solutions Architect – Associate é projetada para profissionais com experiência na plataforma  AWS. Concentra-se em demonstrar a capacidade do profissional em projetar e implantar sistemas escaláveis ​​na AWS, incluindo como manter o custo de desenvolvimento efetivo sem sacrificar a segurança, a confiabilidade e a qualidade.

Requisitos: Um ano ou mais de experiência prática em projetos de sistemas na AWS, conhecimento de pelo menos uma linguagem de programação de alto nível, entendimento das melhores práticas em relação ao desenvolvimento de aplicações baseadas na AWS.

3 – Project Management Professional (PMP)
certificação PMP é oferecida pelo PMI e é projetada para profissionais avançados de gestão de projetos. O PMI afirma que uma certificação em PMP permitirá que o profissional “trabalhe em praticamente qualquer indústria, com qualquer metodologia e em qualquer local”. A certificação abrange as cinco principais etapas do ciclo de vida de um projeto, incluindo iniciar, planear, executar, monitorar e controlar fechando.

Requisitos: Para fazer o exame, os que possuem um diploma de quatro anos precisam de três anos de experiência em gestão de projetos, 4.500 horas de liderança de projetos e 35 horas de educação em gestão de projetos.

4 – AWS Certified Developer – Associate
certificação AWS Certified Developer – Associate da Amazon é projetada para developers que trabalham com os principais serviços da AWS. A certificação demonstrará a capacidade do profissional de desenvolver, implantar e depurar aplicações baseados em cloud com a AWS. À medida que as organizações adotam cada vez mais a tecnologia de Cloud, Internet das Coisas, Machine Learning e outras tecnologias emergentes, a certificação AWS Certified Developer tornou-se mais valiosa.

Requisitos: Um ou mais anos de experiência prática em design e manutenção de aplicações baseados em AWS, no conhecimento sólido de uma ou mais linguagens de programação de alto nível e nos serviços da AWS.

5 – Certified Information Systems Security Professional (CISSP)
certificação CISSP é oferecida pelo ISC e credenciada sob ANSI, formalmente aprovada pelo Departamento de Defesa dos EUA e adotada como padrão para o programa ISEEP da Agência de Segurança Nacional dos EUA. É reconhecida globalmente como uma certificação projetada para ajudar os profissionais de segurança de TI a estabelecer práticas recomendadas em relação à segurança moderna.

Requisitos: Os profissionais precisarão de pelo menos cinco anos de experiência em segurança da informação e pelo menos três anos de experiência como gestores de segurança. A experiência deve ser de 10 anos após o exame ou cinco anos após o exame. É preciso manter a certificação atualizada com créditos de educação profissional contínua (CPE) e ter pelo menos cinco anos de experiência profissional em tempo integral em dois ou mais dos tópicos incluídos no exame.

6 – Certified in Risk and Information Systems Control (CRISC)
A ISACA apregoa a certificação CRISC como a “única certificação que prepara e capacita os profissionais de TI para os desafios exclusivos de TI e gestão de riscos empresarias posicionaando estes como parceiros estratégicos para a empresas.” Esta certificação de segurança de informações demonstra as skills profissionais na gestão de riscos, avaliação, mitigação, resposta, monitoramento e elaboração de relatórios.

Requisitos: Para obter uma certificação CRISC os profissionais precisarão de três anos ou mais de experiência em pelo menos dois dos quatro tópicos abordados na certificação. Também precisarão de ganhar créditos de CPE a cada ano para manter a certificação.

7 – Certified Information Security Manager (CISM)
A ISACA também oferece a certificação CISM, que se concentra na segurança de TI no nível da gestão. Foi projetada para demonstrar proficiência na criação, no design e na gestão de iniciativas de segurança empresarial. O exame é oferecido apenas por dois períodos de 16 semanas ao longo do ano.

Requisitos: Para obter uma certificação CISM os profissionais precisam de pelo menos cinco anos de experiência em segurança da informação, e essa experiência deve estar dentro de 10 anos da data do exame ou cinco anos após a sua aprovação. Também precisará ganhar CPEs para manter a certificação.

8- Certified ScrumMaster
A Scrum Alliance oferece uma certificação ScrumMaster que é bem conhecida e respeitada na indústria. Tornar-se um ScrumMaster certificado irá certificar o conhecimento dos profissionais de framework Scrum e como aplicá-lo no local de trabalho. É uma certificação especialmente útil para gestores de projetos e deprojetos técnicos, mestres de Scrum , gestores de programas, líderes de projetos e developers de produtos. Juntamente com esta certificação, os profissionais também receberão uma associação de dois anos com a Scrum Alliance, que lhes dará acesso a eventos de redes locais e online.

Requisitos: Antes de poder fazer a certificação, os profissionais precisarão de participar num curso CSM presencial de dois dias ministrado por um instrutor certificado do Scrum .

9 – Certified Ethical Hacker (CEH)
Oferecido pelo EC-Council, a Certified Ethical Hacker (CEH) demonstra que os profissionais tem o conhecimento adquado para encontrar vulnerabilidades em sistemas de computador e para evitar invasões. Um “hacker ético” é alguém que usa as mesmas skills e conhecimentos de um hacker mal-intencionado para desenvolver medidas de segurança e evitar possíveis ataques. Normalmente, as empresas pedirão que os profissionais pensem como um hacker para encontrar pontos fracos nos sistemas e redes de computadores. Com esse conhecimento, é mais fácil corrigir lacunas de segurança e evitar possíveis ameaças.

Requisitos: Os profissionais precisarão de dois anos de experiência trabalhando em segurança da informação.

10 – Six Sigma Green Belt
A Six Sigma é uma metodologia de gestão usada para agilizar a gestão da qualidade que envolve vários níveis de certificação. O profissional não pode passar níveis ao ganhar suas certificações Six Sigma, ou seja, não importa onde esteja em sua carreira, começarão com a certificação Green Belt de nível básico.

Requisitos: Três anos de experiência em trabalho numa ou mais áreas do Corpo de Conhecimento do Six Sigma Green Belt e experiência em trabalhar em tempo integral.

11 – Citrix Certified Professional – Virtualization (CCP-V)
certificação CCP-V demonstra a competência em virtual desktop applications usando tecnologias Citrix. Os tópicos incluem pré-instalação, instalação de tecnologias necessárias, configuração de componentes técnicos e configurações de teste. Em 2014, a certificação substituiu a certificação Citrix Certified Enterprise Engineer (CCEE) e concentrou-se em skills para implantar, manter e configurar soluções com base no software XenDesktop da Citrix.

Requisitos: Os profissionais precisarão de obter sua certificação no nível de associado antes de passar para a certificação CCP-V.

12 – Microsoft Certified Solutions Expert (MCSE) – Server Infrastructure
A certificação MCSE é única nesta lista, porque não é mais oferecida pela Microsoft – foi substituída pela certificação MCSE: Cloud Platform and Infrastructure. No entanto, ainda consta da lista de certificações mais valiosa porque ainda é uma certificação válida se você recebidaantes de março de 2017. A certificação MCSE: Cloud Platform and Infrastructure é a alternativa mais adequada.

Essa certificação demonstra a capacidade de executar um data center eficiente e o conhecimento em áreas como tecnologia de nuvem, virtualização, armazenamento, rede e gerenciamento de identidade e sistemas.

Requisitos: Para obter uma certificação MCSE, primeiro é preciso ter uma das quatro certificações MCSA oferecidas pela Microsoft.

13 – Certified Information Systems Auditor (CISA)
A ISACA descreve a certificação CISA como uma “certificação globalmente reconhecida para controle de auditoria de SI”. Esta certificação existe desde 1978 e concentra-se em demonstrar capacidades profissionais em todas as etapas do processo de auditoria, a capacidade dos profissionais de reportar procedimentos de conformidade e quão bem pode avaliar vulnerabilidades.

Requisitos: Os profissionais precisarão pelo menos cinco anos de experiência em auditoria, controle ou segurança de SI. Há um exame de nível de entrada pelo qual precisarão de passar antes de passar para o exame CISA. Como outras certificações da ISACA, também terão de ganhar créditos de CPE para manter a certificação.

14 – Cisco Certified Networking Professional (CCNP) Routing and Switching
certificação CCNP é para os profissionais de TI que concluíram sua certificação CCNA e passaram para a próxima etapa de exames. Sob a certificação CCNP, os profissionais pode optar por ser certificado em Cloud, em colaboração, Data Center, roteamento e comutação, segurança, e fornecimento de serviços.

Requisitos: Os profissionais precisarão de concluir o exame CCNA Routing and Switching ou qualquer exame CCIE antes de passar para o exame de certificação CCNP.

15 – Citrix Certified Associate – Networking (CCA-N)
certificação CCA-N concentra-se em demonstrar a proficiência no uso do NetScaler Gateway num ambiente empresarial. O exame abrange áreas de tópicos em torno do uso do NetScaler Gateway para aceder com segurança desktops, aplicações e dados remotos.

Requisitos: Não há pré-requisitos para obter a certificação CCA-N.

Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top