iPhone 7 é para consumidores empresariais ou pessoais?

Melhorias no novo modelo são muito mais importantes para os utilizadores empresariais.

O novo iPhone 7 é mais rápido, resistente à água e a poeiras, tem uma câmara melhor, uma bateria um pouco mais capaz e deixou de ter o conector para auscultadores, optando pelos modelos sem fio. Segundo Phil Schiller, vice-presidente sénior de marketing da Apple, é uma mudança necessária para melhorar a clareza e os controlos de áudio, libertar espaço para melhores componentes internos e tornar o dispositivo mais resistente ao meio ambiente.

De facto, a Apple usou o espaço libertado pela remoção da entrada do conector para adicionar um Taptic Engine (já existente no MacBook), assim como um segundo alto-falante na parte inferior do aparelho. A empresa diz que isso dará um som estéreo ao smartphone, e os alto-falantes realmente têm um resultado sonoro mais elevado, mas a área de demonstração no evento de lançamento estava muito cheia e barulhenta para se poder avaliar melhor a diferença com esse segundo alto-falante.

A remoção da entrada para o fone de ouvido é outra arriscada jogada da Apple, especialmente perante os muitos dispositivos que contam com esse conector de áudio de 3,5 milímetros. Mas, pelo menos para um segmento de mercado, isso não deverá ser um problema.

“Os utilizadores empresariais usam rotineiramente um auscultador de ouvido para fazer chamadas telefónicas, mas muitos deles adoptaram o Bluetooth”, diz Ian Fogg, director sénior da empresa de pesquisa de mercado IHS.

“Muitas pessoas usam os fones de ouvido todos os dias e, se o cabo envelhece, acaba-se por ficar com estática”, diz o CIO da empresa de soluções de enfermagem Creative Solutions in Healthcare. Na sua opinião, quanto menos fios, melhor. O sector da “saúde olha para as coisas de forma diferente”, diz Shawn Wiora. “Um cabo representa problemas potenciais. Um cabo pode ser um problema quando se está a caminhar ou a lidar com um paciente”.

Outras melhorias presentes no iPhone 7 provavelmente serão mais significativas para as empresas do que a substituição dos auscultadores por modelos sem fios. Por exemplo, a Apple aumentou a capacidade de armazenamento no dispositivo e o poder de processamento, diz Schiller.

Patrick Moorhead, presidente e principal analista da Moor Insights & Strategy, também acredita que o iPhone 7 traz uma série de novos benefícios aos utilizadores empresariais. “Ao tornar o aparelho resistente à água e à poeira, a Apple aumentou o potencial de uso do dispositivo em trabalho de campo”, diz ele. “O novo iPhone 7 deve ser mais fiável a longo prazo”, diz.

As melhorias no desempenho de processamento e gráfico do iPhone 7 também são “enormes”. O hardware pode ser usado com maiores ecrãs e teclados, se a Apple adoptasse essa modularidade. “Acredito que muitos CIOs estariam interessados na noção de ter um dispositivo que pudesse ser usado com grandes ecrãs e teclados”, afirma Moorhead.

Fogg, da IHS, concorda que o poder de processamento entregue pelo novo chip A10 Fusion, de 64 bits, “quad-core”, é uma grande melhoria para os utilizadores empresariais. “Ajuda a tornar todos os funcionários mais produtivos nos seus smartphones. Especialmente aqueles que utilizam aplicações de media ou aplicações de produtividade nos desktops”, diz.

Autores
Tags

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top