Centro da IBM de Viseu deve arrancar em Novembro

Ainda não é claro com quantos profissionais arrancará o centro.

Viseu_1200px-ViseuLandscape_Por Fernando de Sousa from Melbourne_ Australia - Portugal 2007  Day 09_ CC BY-SA 2.0A Câmara Municipal de Viseu, a IBM Portugal e o Instituto Politécnico de Viseu (IPV)  firmaram esta quarta-feira um protocolo para a instalação de  um centro de trabalho e competências da SoftINSA, empresa da multinacional, naquela cidade. A estrutura deverá começar a funcionar em Novembro, ou pelo menos até final de 2016, disse fonte do fabricante.

Quando estiver em pleno funcionamento acolherá 120 trabalhadores, contratados “preferencialmente” entre profissionais de TIC formados no IPV, diz um comunicado da edilidade. Contudo, nesta altura as entidades envolvidas não avançam coma quantos recursos humanos o centro iniciará actividade.

As suas competências serão usadas no desenvolvimento de projectos para clientes da IBM. A unidade será sedeada no parque empresarial de Coimbrões e estará vocacionada para o desenvolvimento de diversas soluções tecnológicas, incluindo de “cidades inteligentes” ou “smart cities”.

A disponibilidade local de formação em TIC e a implantação de diversas iniciativas no domínio das “smart cities” sustentaram a localização do investimento, em Viseu, diz a Câmara.

O município compromete-se em garantir condições para a instalação do centro, mas também para “o desenvolvimento, implementação e experimentação de soluções tecnológicas inovadoras em áreas como a gestão urbana, a mobilidade inteligente, a eficiência energética e ambiental, ou a inclusão”, acrescenta a nota.

Para o presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, a “unidade posiciona Viseu como uma das primeiras ‘smart cities’ do país e consolida no concelho um ‘cluster’ de actividades dedicadas à investigação e desenvolvimento tecnológico”.

Segundo a edilidade, a disponibilidade local de formação em TIC e a implantação em curso de diversas iniciativas no domínio das “smart cities” sustentaram a localização do investimento, em Viseu.

*Com comunicado

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top