Climaespaço adopta sistema ERP da Sage

A empresa de produção e distribuição de energia térmica implantou o X3, da Sage, num projecto focado na integração de sistemas de informação (SI), redução de custos e aumento de produtividade

Climaespaço-DRA Climaespaço adoptou um novo ERP com funcionalidades de CRM, a solução Sage X3, num projecto focado na integração de sistemas de informação (SI), redução de custos e aumento de produtividade.

A nova plataforma foi preparada para permitir o acesso a partir de qualquer dispositivo móvel, diz o fabricante da tecnologia. “Necessitávamos de um software que nos ajudasse no nosso negócio.

Com milhares de clientes, 85 Km de redes de distribuição, muitos milhares de facturas a serem emitidas, a dispersão dos nossos sistemas informativos tornavam esta tarefa muito pesada e com elevado grau de ineficiência”, sublinha João Castanheira, director-geral da Climaespaço.

Contudo era imperativo respeitar a maneira de a empresa fazer negócio, um desafio vulgara nestes projectos, “Não queríamos um sistema que nos impusesse processos que de alguma forma nos desviassem da nossa forma de estar no mercado e o Sage X3 veio ao encontro das nossas necessidades”, explica o responsável.

“O Sage X3 oferece uma utilização sem intrusão na operação da Climaespaço, assegurando mobilidade de recursos (…) através da integração total de processos operacionais incluindo os de qualidade e de rastreio”, explica Filipa Marques, gestora de produto para o segmento “Enterprise Market”, da Sage.

A Climaespaço fornece energia térmica para  infra-estruturas como as do Centro Comercial Vasco da Gama, o Oceanário de Lisboa, o Hospital CUF Descobertas, o Casino Lisboa, o Pavilhão Atlântico, a FIL, as sedes da Vodafone, Optimus, Microsoft, IBM, Novabase, Sony, Sport TV e AXA.

A Climaespaço assegura a distribuição de energia térmica através de uma rede de quatro tubos com mais de 21 quilómetros de extensão. Entre os clientes da empresa constam organizações do sector terciário e residencial ou com edifícios de equipamento.

Ela serve infra-estruturas como os do Centro Comercial Vasco da Gama, o Oceanário de Lisboa, o Hospital CUF Descobertas, o Casino Lisboa, o Pavilhão Atlântico, a FIL, as sedes da Vodafone, Optimus, Microsoft, IBM, Novabase, Sony, Sport TV e AXA, todos os hotéis e edifícios de escritórios do Parque das Nações. Uma parte importante dos edifícios residenciais daquela zona da cidade de Lisboa, também é climatizada pela empresa.

Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top