Lisboa mantém supremacia digital entre as regiões portuguesas

O Índice Digital Regional revela que regiões subiram por ligeiro decréscimo na região de Lisboa.

 

Lisboa manteve a supremacia em relação às restantes seis regiões NUTs II do país, com larga distância em relação à segunda região com melhor resultado, a região Centro, revela o Índice Digital Regional 2014 (IDR 2014).

O mesmo sucedia no ano passado e, segundo dizia então o coordenador do estudo relativamente a um “país a duas velocidades”, “infelizmente não mantenho essa esperança de que o novo ciclo de investimentos procure expressamente a convergência das diferentes regiões do país no que respeita à construção de uma SI menos desequilibrada”.

O Algarve ocupa a terceira posição, o Norte mantém igualmente o quarto lugar e a última posição é ocupada pela Madeira, atrás do Alentejo e dos Açores. Em resumo, nada se alterou nestas posições relativamente a 2013.

Para o autor do estudo, Luís Miguel Ferreira, da Universidade do Minho, “este ano todas as regiões viram o seu desempenho aproximar-se da média nacional [de 1,3%], em parte decorrente da descida do score da região de Lisboa [em 1%], ainda que a distância desta região em relação às restantes se mantenha em níveis muito elevados”.

Os dados demonstram que todas as regiões acompanham a subida da média nacional, que se situa em 1,3%, à excepção de Lisboa – que baixou 1%.

 

Autores

Artigos relacionados

O seu comentário...

*

Top